Projetos em Curso

DECIdE

O projeto DECIdE consiste no desenvolvimento de uma plataforma informática que integre os dados provenientes dos diferentes sistemas de informação (SI) e a inclusão de ferramentas para o apoio à tomada de decisão. O projeto terá três atividades principais, nomeadamente, A1 - Caracterização dos sistemas de informação; A2 - Desenvolvimento da plataforma;e A3 - Desenvolvimento de relatórios. Na primeira atividade far-se-á o levantamento e caracterização dos diferentes sistemas de informação existentes nas EG parceiras do projeto. Para além disso, far-se-á uma avaliação dos dados recolhidos pelos diferentes SI e o respetivo processo de recolha de dados. Na segunda atividade far-se-á o desenvolvimento da plataforma informática, em código aberto, que integrará os dados provenientes dos diferentes SI identificados na primeira atividade e de ferramentas de análise, como por exemplo, para o cálculo de balanços hídricos. Finalmente, na última atividade elaborar-se-ão os manuais do utilizador e outro de recomendações e boas práticas para uma gestão eficiente na informação. Servirão para apoiar as EG desde o planeamento, à aquisição,organização e manutenção de informação eficiente e eficaz e que garanta a sua sustentabilidade a longo prazo.Todas as atividades terão o acompanhamento das EG parceiras do projeto, uma vez que são os utilizadores finais da plataforma

O projeto é coordenado pelo Instituto Politécnico de Setúbal e tem como parceiros o Instituto Politécnico de Beja, o Instituto Superior Técnico e as Câmaras Municipais do Barreiro, de Reguengos de Monsaraz,  de Palmela e de Montemor-o-Novo.

O projeto é cofinanciado pelos Programas Operacionais Regionais Lisboa 2020 e Alentejo 2020, na componente FEDER, e pela Fundação para a Ciência e Tecnologia.

Programa: Sistema de Apoio à Investigação Científica e Tecnológico

Financiamento global: € 127,179 

Duração: Janeiro 2018-Julho 2019

Referência: SAICT-POL/24135/2016 | LISBOA-01-0145-FEDER-024135

 

WISDom

Este projeto de investigação tem como objetivo o desenvolvimento de novos algoritmos e modelos que permitam extrair informação relevante desses dados, permitindo às EG apoiar a decisão e melhorar a gestão dos referidos sistemas, reduzindo perdas de água e garantindo o abastecimento de água em quantidade e qualidade. Para esse efeito, foi constituída uma equipa multidisciplinar que combina conhecimentos técnicos de sistemas de abastecimento de água com conhecimentos de ciências dos dados, de inteligência artificial e de matemática. O projeto é constituído por cinco tarefas principais: (1) análise exploratória de dados; (2) análise preditiva de consumos; (3) localização espacial de roturas; (4) identificação e antecipação de eventos anómalos; e (5)desenvolvimento de um protótipo e de recomendações para apoio à decisão.Todos os algoritmos e modelos desenvolvidos serão incorporados num protótipo que permitirá (1) tratar séries de dados e categorizar/tipificar consumidores, (2) prever consumos de água e parâmetros de qualidade, (3) detetar e localizar roturas e (4)identificar e caracterizar eventos anómalos (e.g., consumos ilícitos, roturas, desgaste do contador). Esta ferramenta permitirá não só a redução das perdas de água, melhorando a eficiência de utilização dos recursos hídricos e reduzindo os consumos energéticos associados, como também permitirá tornar os sistemas mais resilientes às alterações climáticas, na medida em que se desenvolvem modelos de previsão mais inteligentes, permitindo às EG preparar atempadamente planos de contingência para fazer face à ocorrência de eventos extremos, comos sejam as cada vez mais frequentes secas.

O projeto é coordenado pelo Instituto Politécnico de Setúbal e tem como parceiros o Instituto Superior Técnico, o Instituto de Engenharia de Sistemas e Computadores, a Câmara Municipal do Barreiro, a Empresa Municipal de Águas e Saneamento de Beja e a Infraquinta. 

O projeto é  financiado pela Fundação para a Ciência e Tecnologia.

Programa: Ciência dos Dados e Inteligência Artificial na Administração Pública 

Financiamento global: € 288,450 

Duração: Janeiro 2019 - Dezembro 2021

Referência: DSAIPA/DS/0089/2018 

 

AGIR

O projeto AGIR – Avaliação da Eficiência do Uso da Água e da Energia em Aproveitamentos Hidroagrícolas é financiado pelo Programa de Desenvolvimento Rural 2020 (PDR2020)  a Operação 1.0.1 – Grupos Operacionais coordenado pela FENAREG - Federação Nacional de Regantes de Portugal. O projeto tem como objetivos principais a criação de um sistema de indicadores para a avaliação e gestão da eficiência do uso da água e da energia em Aproveitamentos Hidroagrícolas e o desenvolvimento de um conjunto de ferramentas de fácil utilização pelas entidades gestoras, para diagnóstico das ineficiências dos sistemas e para apoio à identificação de medidas de melhoria da eficiência de uso da água, da eficiência energética e de potencial de recuperação de energia.

O Grupo Operacional é constituído por 12 parceiros. Para mais informações consulte o website, aqui.